Notícias

Segunda, 07 Mai 2018 11:21

Maio Amarelo: BR-316/AL adere ao movimento e realiza atividades relacionadas ao trânsito

Programação com atividades educativas será realizada em Canapi e Mata Grande

 

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) lançou, por meio da Gestão Ambiental da BR-316/AL, a programação do Movimento Maio Amarelo 2018. As atividades serão voltadas para a população que fica às margens dos Segmentos 1 e 2 da rodovia - que está em fase final de implantação e pavimentação entre Inajá/PE e Carié/AL. O objetivo é conscientizar a sociedade em relação ao número elevado de mortos e feridos graves em acidentes de trânsito com a promoção de ações educativas, em busca da prevenção dos acidentes e redução de vítimas.

Para dar início nas atividades, os Programas de Comunicação Social e Educação Ambiental realizarão, em Canapi, o Cine na Praça, projeto que monta estrutura de cinema em espaços públicos. Além da exibição de filmes, o evento contará com ações educativas sobre trânsito e sorteios de, por exemplo, desconto na habilitação para moto. O Cine na Praça, que é aberto ao público, será realizado no dia 09 de maio, às 18h30, na rua Sônia Malta, em frente a antiga Telasa.

A programação continua durante o mês com atividades voltadas para a comunidade escolar, trabalhadores do empreendimento e motoristas. “Para levar a mensagem do Movimento Maio Amarelo iremos utilizar vídeos, brindes e ações educativas diferentes, a exemplo do cinema público. Todas as atividades com o intuito de mostrar a importância da consciência no trânsito”, explica Kirk Moreno, comunicador social da BR-316/AL.

Movimento Maio Amarelo 2018

Com o mote “Nós somos o trânsito”, o Movimento chega à sua 5ª edição e fomenta na sociedade discussões e atitudes voltadas à necessidade urgente da redução do número de mortes e feridos graves no trânsito. O tema foi discutido com a Associação Nacional de Detrans (AND) e foi apresentado em reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Assim como em 2017, o tema de 2018 propõe o envolvimento direto da sociedade nas ações e propõe uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

De acordo com o OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, os acidentes não acontecem, mas sim são frutos de escolhas inadequadas e arriscadas. Para José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO e idealizador do Movimento Maio Amarelo, 90% dos acidentes têm como motivação as falhas humanas como imperícia, imprudência e desatenção. “Somos os responsáveis pelos nossos atos no trânsito e ter consciência clara disso é um dos caminhos para a reversão do triste cenário não só do Brasil, mas de todo o mundo”, ressalta.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos.

Ler 252 vezes

Mais lidas

Ver mais

Pesquisa

Fale Conosco

Entre em contato com a gente por um dos meios abaixo:

 

Para mais informações, clique aqui.

Siga-nos nas redes sociais:

Newsletter

Fique por dentro!
Digite o seu e-mail no campo abaixo e assine para receber o nosso boletim informativo. É rápido e fácil.

 

Facebook

© 2017 BR-316 AL. Todos os direitos reservados.